AGQ Brasil | Estratégias para implementar o ESG em sua organização
AGQ Brasil, consultoria, treinamento, auditoria interna em sistemas de gestão como ISO 9001, ISO 14001, ISO 45001, ISO 17025, ISO 37301, ISO 27001, Regimento SiAC do PBQP-H, dentre outros.
Consultoria ISO 9001, Consultoria ISO 14001, Consultoria ISO 45001, Consultoria ISO 37301, Consultoria ISO 17025, Consultoria PBQP-H, Consultoria SiAC, Anexo VII do SiAC, Anexo 7 do SiAC, Auditoria Interna, SGI, SGQ, Auditoria ISO 9001, Auditoria ISO 14001, Auditoria ISO 45001, Auditoria ISO 37301, Auditoria ISO 17025, Auditoria PBQP-H, Auditoria SiAC, Consultoria ISO, Auditoria ISO, Consultoria ISO BH, Consultoria ISO 9001 BH, Consultoria ISO 14001 BH, Consultoria ISO 45001 BH, Consultoria SiAC PBQP-H BH, Consultoria ISO 37301 BH, Consultoria ISO 17025 BH, Belo Horizonte, Consultoria ISO SP, Consultoria ISO 9001 SP, Consultoria ISO 14001 SP, Consultoria ISO 45001 SP, Consultoria SiAC PBQP-H SP, Consultoria ISO 37301 SP, Consultoria ISO 17025 SP, SP, São Paulo, Consultoria ISO RJ, Consultoria ISO 9001 RJ, Consultoria ISO 14001 RJ, Consultoria ISO 45001 RJ, Consultoria SiAC PBQP-H RJ, Consultoria ISO 37301 RJ, Consultoria ISO 17025 RJ, Rio de Janeiro, RJ
18543
post-template-default,single,single-post,postid-18543,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-18920
 

Estratégias para implementar o ESG em sua organização

AGQ Brasil - estratégias

Estratégias para implementar o ESG em sua organização

Entenda a importância do ESG no ambiente corporativo e conheça estratégias para promover mudanças efetivas e sustentáveis em sua organização.

 

 

A sigla ESG vem da expressão Environmental, Social and Governance, em inglês, que em tradução literal significa Ambiental, Social e Governança. O termo ESG surgiu em 2005, num relatório da ONU – Organização das Nações Unidas, sobre a importância de inserir as questões ambientais, sociais e de governança para promover mercados mais sustentáveis e resultados positivos para todas as partes envolvidas: empresas, governos, clientes, meio-ambiente e sociedade civil.

 

De maneira bastante sintética, ESG é um índice usado para mensurar as iniciativas de um negócio em prol de causas ambientais, sociais e de governança, além de ser um critério de investimentos. Fundos de investimentos em todo o planeta têm analisado não apenas os relatórios financeiros, mas também o potencial dos fatores associados ao ESG em cada negócio. Ou seja, quanto mais sustentável a organização é, maiores as chances de obter novos aportes e parcerias.

 

Além disso, na medida em que o consumidor final se torna cada vez mais atento às ações da empresa neste sentido, destacar-se como referência em ESG também é uma forma de superar a concorrência, fidelizar clientes e ampliar a credibilidade da marca. Sendo assim, o que fazer para implementar o ESG na prática? Confira 3 passos para iniciar este processo. Aproveite e veja como a ISO 14001 promove a sustentabilidade nas organizações.

 

 

1) Avalie as diferentes práticas de sustentabilidade já existentes na organização

 

Uma ação necessária para a implementação do ESG no ambiente corporativo é a avaliação das práticas e projetos que já existem nos diferentes setores da empresa, no que diz respeito aos tópicos do ESG. É importante mapear as iniciativas em andamento, bem como aquelas já realizadas, para definir parâmetros e, quando necessário, garantir a conformidade dos projetos e programas. Para isso, a definição de um conselho de ESG é fundamental.

 

 

2) Promova a criação de um conselho de ESG para desenvolver estratégias

 

A implementação do ESG na organização deve ser liderada por um conselho específico. Idealmente, trata-se de um grupo bastante diverso de profissionais, oriundos de diferentes setores e com equilíbrio de gêneros, raças, orientações sexuais e outros aspectos dentre os membros integrantes, de modo a formar um time coeso e capaz de enxergar os mesmos pontos sob diferentes ângulos. Além de formar o grupo, é importante delimitar cronogramas de trabalho, metas, objetivos e as responsabilidades individuais.

 

 

3) Defina metas e indicadores, capacite as equipes e invista em transparência

 

Embora o processo tenha início junto ao Conselho de ESG, a mudança positiva não para por aí. A definição de metas, construção de novos projetos, iniciativas de capacitação e afins, devem ser bastante abrangentes. Todas as equipes devem estar a par das características e porquês das ações. Por isso, uma comunicação interna bem estruturada e transparente fará total diferença no resultado final.

 

 

Se sua organização deseja investir em ações positivas, como a obtenção das certificações ISO 14001 – Sistema de Gestão Ambiental e ISO 50001 – Sistema de Gestão de Energia, por exemplo, conte com a AGQ Brasil.